sábado, 9 de abril de 2011

Carta de músicos que fizeram a prova ao presidente da FOSB, Sr. Eleazar de Carvalho.

sexta, 8 de abril de 2011 às 17:49

Carta em resposta à carta.

Prezado Sr. Eleazar,

tivemos acesso ao seu e-mail enviado aos colegas demitidos no qual os convida para uma reunião hoje às 17:30h.

Antes da reunião na segunda-feira, dia 4, realizada entre o Sr., o Maestro Minczuk, o Gerente Artístico Leandro Carvalho e os músicos submetidos à avaliação, mandamos uma carta assinada pela maioria, que se encontra novamente anexada.

Nesta deixamos claro que mesmo ter feito a prova não significa aprovar o projeto proposto. Essa posição foi reforçada na reunião por alguns músicos. Mostramos nossa dor e indignação com as demissões, o constrangimento com a atual situação e a preocupação com a perda da identidade artística da OSB.

Por isso julgamos descabida a frase “independentemente das razões pessoais, um grupo entendeu, participou, e o outro não”, que não traduz o nosso verdadeiro posicionamento.

Não concordamos com a divisão do corpo orquestral, consequência direta da falta de diálogo durante a elaboração deste novo projeto.

O prejuízo foi imensurável, tanto para o meio musical quanto para as relações interpessoais dos músicos.

Expressamos nosso anseio que a reunião de hoje seja o início da superação da crise, criando as condições para a reversão das demissões, a reintegração dos colegas e a volta da nossa OSB ao palco.