quarta-feira, 13 de abril de 2011

Deputado Robson convoca audiência pública sobre a crise da OSB

 




A audiência pública acontecerá no dia 18 de abril,
às 14h na ALERJ




Na última quarta-feira (06/04), na Câmara dos Deputados em Brasília, foi relançada a Frente Parlamentar Mista da Cultura, presidida pela Deputada Federal Jandira Feghali (PcdoB/RJ), que tem o objetivo de buscar apoio do governo e de cobrar prioridade para uma efetiva adoção e consolidação de políticas públicas culturais em favor da sociedade. Robson Leite esteve presente na atividade, representando a Alerj como presidente da Comissão de Cultura.

A diversidade cultural e a democratização na distribuição dos recursos públicos, assim como a necessidade de mais investimentos para o setor, foram os temas mais destacados entre os presentes, que defenderam a igualdade no fomento, promoção, difusão e preservação da cultura popular e do patrimônio histórico e arquitetônico brasileiro.

Já dando início aos trabalhos conjuntos que podem ser desenvolvidos entre o grupo em Brasília e a Comissão de Cultura da Alerj, Robson e Jandira conversaram sobre a necessidade de dar um fim na atual crise que envolve a Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB), uma das maiores de sua história.

Os músicos da OSB denunciam posturas autoritárias e anti-culturais do maestro Roberto Minczuk. Alguns já foram punidos com demissão e outros continuam a se manifestar, como mostrou o episódio do último sábado, quando músicos da OSB Jovem se recusaram a substituir a já desfalcada equipe principal e se retiraram do palco do Theatro Municipal, fazendo com que o concerto fosse cancelado. Grandes nomes da música erudita, como os pianistas Nelson Freire e Cristina Ortiz, também já haviam cancelado concertos que fariam junto com a OSB por conta das demissões.

Buscando encontrar caminhos para a superação da crise, Robson Leite já convocou uma audiência pública na Alerj sobre a OSB. E espera até lá ter em mãos documentos como o Estatuto da OSB, a listagem dos convênios assinados pela orquestra com os órgãos públicos e empresas estatais, incluindo os contratos e relatos das contrapartidas exigidas por tais convênios, e a relação de salários dos músicos e do maestro.
Com acesso a estes materiais, Robson pretende que, além de solucionar os mais aparentes e urgentes problemas da OSB, possa contribuir com uma maior transparência e democratização da orquestra.
A audiência pública acontecerá no dia 18 de abril, às 14h. Divulgue e participe!