domingo, 8 de maio de 2011

Carta resposta da FIM à recente correspondência da FOSB.


De: benoit.machuel  Em nome de FIM - Benoît Machuel

Enviada em: sexta-feira, 6 de maio de 2011 14:25
Para: Orquestra Sinfônica Brasileira
Cc: FIM - Benoît Machuel; John Smith
Assunto: Re: From Brazilian Symphony Orchestra

Cara Senhora / Senhor,

Fui informado de seu recente chamado ao escritório da FIM em Paris.
A FIM está, naturalmente, pronta para se engajar em discussões abertas com a OSB, mas não pode substituir o SINDMUSI em seu papel como o sindicato que legitimamente representa os músicos do Rio de Janeiro.

A FIM também não pode retirar o seu apelo ao boicote as audições de recrutamento da OSB, a menos que, de antemão, A administração da OSB opte por uma mudança positiva e significativa.
Entretanto, continuamos disponíveis a qualquer momento, a fim de ajudar na abertura de uma verdadeira negociação entre a administração OSB e o Sindicato dos Músicos.

Tenha a certeza tanto de nossa determinação no papel de representantes da comunidade internacional de músicos, como em nossa sincera esperança que esta infeliz situação chegue, em breve, a uma conclusão justa, no melhor interesse de todas as partes interessadas.

Atenciosamente,
Benoît Machuel
General Secretary

Texto original:

De: benoit.machuel  Em nome de FIM - Benoît Machuel
Enviada em: sexta-feira, 6 de maio de 2011 14:25
Para: Orquestra Sinfônica Brasileira
Cc: FIM - Benoît Machuel; John Smith
Assunto: Re: From Brazilian Symphony Orchestra

Dear Madam/Sir,

I have been informed of your recent call to the FIM Office in Paris.
FIM is of course ready to engage into open discussions with the OSB, but it can’t substitute SINDMUSI in its role as the legitimate trade union representing musicians in Rio.
Nor can FIM withdraw its call for the boycott of the OSB recruitment auditions, unless a significant and positive move is made by the OSB management beforehand.

We remain available at any time however, in order to facilitate the opening of a genuine negotiation between the OSB administration and the musicians’ trade union.
Please rest assured of both our determination as representative of the international musicians’ community and our sincere hope that this unfortunate situation reaches a fair conclusion soon, in the best interest of all parties concerned.

Yours sincerely,

Benoît Machuel
General Secretary