terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Luiz Paulo Horta

O Globo
Segundo Caderno, 20 de dezembro de 2011 

CLÁSSICO
Luiz Paulo Horta

No apagar das luzes da temporada, músicos da OSB Ópera & Repertório se apresentaram no CCBB e na Candelária. São bons músicos, alguns deles destaques na "velha OSB". Agora temos duas orquestras, fruto de uma crise que rachou ao meio a instituição. No que isso vai dar, não sei. Mas os dois lados são parte do problema - ou da solução. Não é bom dizer - como fizeram alguns músicos da OSB 2 - que eles são "a OSB legítima". As duas partes são legítimas - ou nenhuma das duas. Depois dos desastres do começo do ano, o jeito é ir contemporizando, até que as coisas se definam melhor. O ideal seria, claro, a orquestra única. Mas, para isso, é preciso trabalhar direito - e usar do savoir faire que faltou no começo do ano. Oremos.