quarta-feira, 4 de abril de 2012

Movimento. com - OSB ÓPERA & REPERTÓRIO ESTRÉIA EM 2012









 
Escrito por movimento.com em 3 abr 2012 nas áreas Lateral, Música sinfônica, Programação, Rio de Janeiro

O primeiro concerto do ano será em dia 5 de abril e, a partir de maio, grupo terá também um ciclo de óperas em concerto.

SERVIÇO

Espaço Tom Jobim
Rua Jardim Botânico, 1.008 – Jardim Botânico
Telefone: (21) 2274-7012
Dia 5 de abril, quinta-feira, às 20h.
Ingressos:
Plateia (400 lugares) – R$ 60,00 / R$30,00 (meia-entrada)
Balcão (100 lugares) – R$ 40,00 / R$ 20,00 (meia-entrada)
Estacionamento: gratuito
Descontos: 50% para maiores de 60 anos, menores de 21 anos, estudantes e portadores de necessidades especiais.

A OSB Ópera & Repertório vai estrear sua Temporada 2012 com o primeiro dos seis concertos que formam a série “Repertório”. O ciclo acontecerá integralmente no espaço Tom Jobim, no Jardim Botânico, e cada apresentação será regida por um convidado diferente. No primeiro concerto, a função ficará a cargo do maestro, pianista e compositor paulista Luís Gustavo Petri. Ao longo dos seis concertos, o grupo vai apresentar um repertório de obras camerísticas pouco executadas por orquestras brasileiras.

O maestro convidado, Luis Gustavo Petri, é criador e regente titular da Orquestra Sinfônica de Santos e tem a carreira marcada por sucessos como compositor e diretor musical, tendo recebido diversos prêmios, como o Shell e o da APCA. Já atuou à frente das principais orquestras brasileiras, como OSB, Osesp, OSPA e Filarmônica de Manaus, e apresentou-se com solistas como Céline Imbert, Fernando Portari e Rosana Lamosa.

A partir de 6 de maio, a OSB O&R lança também sua temporada lírica, formada por oito apresentações de óperas em concerto e dois concertos líricos, sendo as duas primeiras no Espaço Tom Jobim e o restante no Theatro Municipal.


PROGRAMA
Sir Edward Elgar
Serenata em mi menor, Op. 20

Antonín Dvorák
Serenata em Mi Maior, Op. 22

Wolfgang Amadeus Mozart
Sinfonia 41 em Do Maior “Júpiter” KV551


Realização: Ministério da Cultura. A Orquestra Sinfônica Brasileira é mantida pela Vale e Prefeitura do Rio. Apoio financeiro: BNDES.

Mais informações pelo site: www.osb.com.br