domingo, 24 de junho de 2012

JORNAL do BRASIL - Maria Luiza Nobre


Jornal do Brasil  22/06/2012

 JB - Sol Maior

 
Maria Luiza Nobre


Première brasileira de 'Griselda' de Vivaldi


A OSB Ópera & Repertório fez récitas memoráveis em sua Série Lírica no Espaço Tom Jobim, no começo da temporada de 2012, e para marcar a mudança da série para o Theatro Municipal do Rio de Janeiro a direção artística da Orquestra Sinfônica Brasileira, formada por Fernando Bicudo, brilhante ex-diretor do Theatro Municipal do RJ, e o competente Pablo Castelar, escolheu a ópera 'Griselda', de Antonio Vivaldi, para fazer a sua première brasileira, com a regência de Marco Pace, dia 25 de junho, às 20h.

Fernando Bicudo sabe todos os segredos do mundo lírico, além de sua imensa experiência como produtor e como realizador, e comemora que “é uma honra estrear esta obra-prima de Vivaldi. Griselda foi a obra que levou o compositor a ser respeitado no meio musical e um presente de reconciliação dele com Anna Girò, que era sua famosa pupila. É a primeira vez que uma ópera de Vivaldi será apresentada na íntegra no Brasil”.

A ópera será apresentada em forma de concerto e terá o papel principal vivido pela mezzo-soprano Luisa Francesconi, dona de uma belíssima voz. A soprano Lys Nardoto será Ottone, o contratenor sírio Razek-François Bitar será Roberto, o contratenor Johan Christensson como Gualtiero, a soprano Juliana Franco será Costanza e a mezzo-soprano Carolina Faria será Corrado.

O maestro Marco Pace é italiano de Milão, estudou violoncelo, piano e composição no Conservatório Giuseppe Verdi, e regência em Viena. Sua estreia como regente não poderia ter sido melhor, foi com a Orquestra de Câmara da Santa Cecilia, em Roma.

O BRAVO da coluna ao competente Fernando Bicudo que, a quatro mãos com o talentoso Pablo Castelar, dá o brilho necessário para a renovação da ópera em forma de concerto no Rio de Janeiro.