terça-feira, 4 de dezembro de 2012

OSB O&R - Série Lírica


O OURO NÃO COMPRA O AMOR, de  Marcos Portugal
Dia 10 de dezembro no  Teatro Municipal
do Rio de Janeiro
Regência: Bruno Procópio
Comemorando os 250  anos  de  nascimento  de  Marcos Portugal, o principal compositor de óperas do Brasil Império.


O Compositor:
MARCOS ANTONIO DA FONSECA PORTUGAL (1762 - 1830)
Cantor, compositor e organista; começa no coro do Seminário Patriarcal (Lisboa) e compõe sua primeira obra em 1776: "Miserere"); entra para a Irmandade de Santa Cecília (1783) e é nomeado regente do Teatro do Salitre (1785); aprimora sua arte na Itália, onde escreve 21 obras (sérias e cômicas), cantadas em toda a Europa; regente da Capela Real e do Teatro de São Carlos (1800, Lisboa), junta-se a D. João VI no Rio de Janeiro (1811); designado Mestre-de-Capela real e inspetor e diretor dos espetáculos da Corte, é autor de obras como "O Ouro Não Compra Amor" (1811, ópera-bufa), "A Saloia Namorada" (1812, farsa), "Augúrio de Felicidade" ou "Triunfo do Amor" (1817, serenata cênica), etc; compõe o Hino da Independência (1822, com versos de Evaristo da Veiga), além de missas, salmos, matinas, motetes, ladainhas, etc.